sexta-feira, 22 de julho de 2011

De cor em cor na mandala...

A cor.
É encantador viver num mundo em que tudo que pode-se enxergar nos mostra as mais infinitas possibilidades de cores contidas na luz. Bem, essa história de que a cor vem da luz é um tanto quanto simples, visto que na ausência de luz, nascem os vultos e as sombras, de que cor? Nenhuma. Escuro talvez. Mas, então o escuro da ausência de luz é que mostra que somente com uma iluminação é que as cores existem? A princípio sim. E o que a cor, que vem da luz, tem a ver com a mandala?
Bem. também é simples. Sabendo que tudo o que se enxerga na luz torna-se colorido, pode-se afirmar também que tudo que vê-se com a LUZ INTERIOR DO ESPÍRITO torna nosso interior (antes sombra e escuridão) em CORES e FORMAS das mais variadas. Nessa dimensão interior, onde a LUZ INTERIOR DO ESPÍRITO nos mostra mais da gente mesmo, vê-se um círculo de novas idéias se formando. O círculo. Eis a ligação com a Mandala. O círculo interior, nosso Self à mostra, pode então ser representado no papel nas suas mais variadas cores e formas contempladas dentro, pela ILUMINAÇÃO DA LUZ INTERIOR DO ESPÍRITO.
Para tudo que se queira enxergar claramente, detalhe por detalhe em sua composição, deve-se existir a LUZ, seja ela de uma fonte externa ou de uma fonte interna. A interna, nos orienta à nós mesmos, enquanto que a externa mostra ao mundo que a própria orientação interior foi possível e posta em ação na representação de cores e formas num círculo chamado MANDALA.

7 comentários:

Claudinha Antunes BA disse...

Arthur,
Parabéns pelo seu blog!
Adorei os posts que li e voltarei para ler os outros!
Obrigada por compartilhar tão generosamente seu conhecimento, suas criações e impressões!
Que Deus continue presente em sua jornada. Grande abraço!

Lísia Beck disse...

Obrigada pelas informações! Paz, força e alegria pra vc :)

Lísia Beck disse...

Obrigada pelo texto! Paz, força e alegria pra vc :)

Nana Girassol disse...

Olá, Arthur. Hoje encontrei seu blog e gostei muito do que vi e do que li. Assim como a Claudinha do comentário acima, agradeço sua generosidade em compartilhar esses conhecimentos. Sou psicóloga de orientação junguiana e atualmente faço formação em Arteterapia, de modo que seus posts são muito ricos para as minhas práticas. Vou indicar aos amigos da pós. Você tem um atelier ou local onde comercialize suas obras? Costumo ir a Campinas no mínimo duas vezes ao ano (moro no Amapá). Abraço!
Adriana (Nana)

Gil Preta Ferreira disse...

Estou apaixonada por todas essas suas colocações.

Gil Preta Ferreira disse...

Estou apaixonada pela suas colocações.

Gil Preta Ferreira disse...

Estou apaixonada pela suas colocações.